6 de jan de 2012

Dia de reis, aujourd'hui!


Como em Paris, saboreie hoje um bolo de reis

MARÍLiA MIRAGAIA
DE SÃO PAULO


Nesta época do ano, discos de massa folhada recheados de "frangipane" (pasta de manteiga, açúcar, ovos e farinha de amêndoa) ganham as ruas de Paris: podem ser vistos no metrô, em cantinas de escolas, em escritórios.

Letícia Moreira/Folhapress
Bolo de Reis, um pão doce francês, preparado do Douce France, em São Paulo
Bolo de Reis, um pão doce francês, preparado do Douce France, em São Paulo








Robusto e consistente, esse doce que faz jus ao inverno europeu é chamado de "galette de rois" ou bolo de reis. É servido no Dia de Reis (6 de janeiro), que marca a visita dos três Reis Magos ao menino Jesus, depois de uma longa jornada.
A tradição diz que uma coroa dourada deve acompanhar o bolo. Ela será entregue a quem encontrar, em sua fatia, a prenda oculta -geralmente uma estatueta.
Depois de "coroado", o rei ou a rainha deve continuar o costume e oferecer um novo bolo aos seus convivas.
A receita tradicional (que mais lembra uma torta baixa) no norte da França e em Paris é a fórmula praticada pelo francês Fabrice Le Nud fielmente desde que chegou ao Brasil, em 1998.
O confeiteiro produz 500 bolos, responsáveis por manter ocupada a cozinha da Pâtisserie Douce France neste mês de férias escolares.
Também é a tradição observada na Le Vin Pâtisserie desde que o restaurante do grupo abriu. Lá, é necessário encomendar o bolo de reis, que é encontrado em porções (cobradas por quilo) que servem até 15 pessoas.
OUTRAS TRADIÇÕES
Na Casa Santa Luzia, a massa do bolo é incrementada com vinho do Porto. Para decorar, laranja, cidra e figo cristalizados.
É o costume que se aproxima daquele visto no sul da França, um brioche decorado com frutas cristalizadas e aromatizado com vinho ou outra bebida alcoólica.
Quem quiser, pode experimentar no restaurante Obá a tradição que se desenvolveu no México católico. Lá, é servido uma rosca recheada com frutas cristalizadas, acompanhada de uma xícara de chocolate quente.
Segundo o hábito, quem encontrar o boneco do menino Jesus se torna seu "padrinho" e tem uma série de obrigações. No restaurante, o sortudo fica desobrigado e ganha uma refeição de R$ 150.

Nenhum comentário:

Postar um comentário